sábado, 12 de abril de 2014

DIRCEU DE MATTOS

Dirceu de Mattos nasceu no Rio de Janeiro, em 10 de fevereiro de 1929.

Começou sua carreira como ator a partir de 1955. 
Trabalhou na extinta TV Continental, canal 9, do Rio de Janeiro, por 03 anos na década de 60.
Trabalhou inclusive com Procópio Ferreira, em peças como Deus lhe Pague de Joracy Camargo.
Em 1983, fundou o primeiro curso profissionalizante para atores de teatro do Brasil que até hoje está em atividade em sua Escola de Teatro Dirceu de Mattos, no Rio de Janeiro.
É dramaturgo e escreveu algumas peças teatrais como, por exemplo: A Reforma e O Amante Consentido.
Diretor teatral, no seu currículo está a direção de peças clássicas como: As Sabichonas de Moliére. Mas participou de montagens tanto de Shakespeare quanto de Millor Fernandes.
Seu papel mais marcante em televisão foi na novela Selva de Pedra, 1972, onde fazia o Delegado Orestes inclusive com participação importante no famoso capítulo 152 daquela novela, levado ao ar em 04 de outubro de 1972 e que, no Rio de Janeiro, atingiu os 100% de audiência no IBOPE. Na mesma Rede Globo, participou também de Bandeira 2 de Dias Gomes, O Espigão. Na TV Tupi, participou de Jerônimo, O Herói do Sertão com Francisco di Franco, Canarinho, Eva Christian, Sadi Cabral, Renée de Vielmond, entre outros.
Publicou também o livro Técnicas Teatrais para a Formação do Ator (1996).
Está na ativa até hoje como professor de seu curso de teatro.


Texto: Cássio Queiróz


MARIANNE EBERT nasceu no Rio de Janeiro onde começou sua carreira artística como atriz, bailarina e cantora.

Na televisão atuou em Barriga de Aluguel, novela dirigida por Wolf Maia, Sonho Meu dirigida por Reynaldo Boury, entre outras.  No teatro, entre outros, atuou no musical Sweet Charity dirigido por Marília Pêra, Noviças Rebeldes, dirigido por Wolf Maia e Cininha de Paula, A Sereiazinha ao lado de Élida L’astorina, Little Mermaid, por Miguel Falabella, no qual recebeu o prêmio “SATED” como atriz revelação. Dançou na “Companhia de Dança Vacilou Dançou” por 6 anos, dirigida por Carlota Portela. Marianne mudou para Nova York em 1994 onde desenvolveu sua carreira de cantora e compositora. Foi convidada para cantar em diversos Jazz Clubs.
Atuou na peça She dirigida por Robert Liethar no Teatro La Mamma. No mesmo ano participou do sitcom Astoria USA, dirigido por Jodele Larcher. No réveillon 2000 foi a solista do tema do Milênio para o Réveillon da Times Square. Em 2001 lançou seu primeiro álbum independente produzido pelo Grammy Winner, Itaal Shur (“Smooth”, Santana), o legendário Eumir Deodato e seu pianista e colaborador Misha Piatigorsky. No Cd Marianni mostra seu talento como compositora e sua musica “Para” ganhou terceiro lugar no “John Lennon music contest”.
 Foi indicada como melhor atriz para o segundo maior premio de teatro dos EUA, “Helen Hayes Award”.
Fez uma participação no episodio Americano Law and Order e no filme War of the Worlds  dirigido por Stephen Spielberg
Continua vivendo nos Estados Unidos como atriz e cantora.


E mais:

Célia Azevedo iniciou a carreira no teatro, atuou em várias peças ao lado de Eleonor Bruno.  Na TV esteve na novela O Retrato de Laura, no cinema seu último filme foi O Menino do Rio, apareceu também no filme Mulher Sensual e Pequenas Taras. Foi casada com o roteirista Luis Carlos Maciel. Hoje mora no Retiro dos Artistas e atua como elenco de apoio na novela Em Família de Manoel Carlos.

Isabel Teresa foi uma atriz muito elogiada pela crítica nas décadas de 1950/60 nos palcos brasileiros, com destaque para as peças Não Consultes Médico e Pigmaleoa. Na televisão atuou em O Rebu, O Cafona e Tempo de Viver. Atualmente faz parte do elenco de apoio de Em Família na Rede Globo de Televisão.