sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

MARINA MIRANDA

MARINA MIRANDA participou de vários programas humorísticos, como: Chico Anysio Show, Os Trapalhões, Escolhinha do Professor Raimundo. Junto com Tião Macalé formou um casal bem popular nos anos 80. Marina também fez bastante cinema e no teatro atuou na peça Os Desinibidos com Vera Fischer. Fez as novelas A Gata Comeu, Vereda Tropical, O Dono do Mundo. Atualmente é contratada da Rede Record, onde já fez as novelas Prova de Amor, Mutantes e etc.

CATARINA ABDALA foi a cuca do Sitio do Picapau Amarelo nos anos 80 e logo depois participou do mega sucesso Armação Ilimitada onde interpretava a personagem Ronalda Cristina. Atuou ainda nas novelas Vereda Tropical, A História de Ana Raio e Zé Trovão e A Indomada. Fez bastante cinema- As aventuras de Um Paraíba, Elvis e Madona, Salve Geral- e no teatro protagonizou as peças O Homem e o Cavalo e Abalou Bangu. Foi casada com o ator Paulo Barbosa, com quem teve uma filha.

E mais:

Francisco Nagem iniciou a carreira no teatro e seu maior sucesso nos palcos foi na peça Os Veranistas em 1978 ao lado de Ítalo Rossi. No cinema atuou no filme O Barão Otelo no Barato dos Bilhões. Na televisão atuou em Verão Vermelho, Vejo a Lua No Céu, Sitio do Picapau Amarelo, Memorial de Maria Moura. Atualmente, Nagem Mora em Campo Grande, RJ.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

CÉSAR PEZZUOLI

CÉSAR PEZZUOLI é um veterano ator brasileiro. No cinema esteve presente no grande sucesso dos anos 80- Pixote, A Lei do Mais Fraco. Na TV atuou em Salomé, Irmãos Coragem, Maria Esperança, Revelação. No momento atua na novela da Record, Vidas em Jogo, interpretando o advogado Dr. Guilherme. César é um ator de teatro, onde seus personagens tiveram maiores destaques que em outros veículos. Esteve em Trair e Coçar é Só Começar, um dos maiores sucessos do teatro brasileiro.

JARBAS TOLEDO tem uma presença forte em cena, seja como mocinho ou como bandido. No momento interpreta o sargento Teleco na série Força Tarefa. Mas esteve também em Patria Minha, Vidas Cruzadas, Brida e Serras Azuis. No teatro fez o mega sucesso Trair e coçar é Só Começar e Deliciosamente Tua com Drica Moraes. Jarbas também é mestre de cerimônias e apresentador de eventos.

E mais:


Karina Perez é mineira e iniciou a carreira como modelo em Belo Horizonte. Nos anos 90 enfeitou nossa telinha interpretando os mais variados personagens em novelas como: Mulheres de Areia, Tropicaliente e Por Amor. Abandonou a carreira de atriz no início dos anos 2000 e hoje é artista plástica.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

INES GALVÃO

 INES GALVÃO iniciou carreira de atriz no início dos anos 80. Uma atriz super moderna e comediante de primeira linha, Ines atuou em várias novelas, com destaque para: Roda de Fogo, Bebe a Bordo, O Sexo dos Anjos, Perigosas Peruas, Quatro por Quatro. Em todas roubou a cena. Uma das atrizes preferidas de Carlos Lombardi, esteve em todas as novelas escrita por este autor nos anos 80 e 90. No teatro atuou em Não Explica que complica e No Coração do Brasil. Nos anos 90  se casou com ex jogador de futebol Gaúcho e se mudou para Mato Grosso, onde vive até hoje e atua como empresária. Namorou os atores Ney Latorraca e João Vitti.

HUGO GROSS é um ator brasileiro que há mais de vinte anos brilha na televisão e no teatro. Nos anos 80 e 90 era um dos rostinhos mais bonitos da TV, onde apareceu em Pão Pão Beijo Beijo, O Salvador da Pátria, Gente Fina, Teresa Batista, De Corpo e Alma. No teatro esteve na peça Circulo de Quatro Pontas ao lado de Carla Daniel. Geralmente aparece em novelas escritas por Miguel Falabella como A Lua Me disse (seu melhor personagem na década) e Aquele Beijo.


E mais:

Leila Lopes iniciou a carreira no Rio Grande do Sul como modelo e logo após como atriz de teatro. Tinha um sotaque gaúcho bem forte e uma beleza brasileira. Apareceu para o grande público depois dos 30 anos na novela Despedida de Solteiro, depois fez bastante sucesso nas novelas Renascer, Tropicaliente, O Rei do Gado, Marcas da Paixão entre outras. Apresentou alguns programas, posou para a playboy nos anos 90, fez várias peças de teatro – Entre Amigas, Beata Maria do Egito- enfim, apareceu bastante nos anos 90. A partir dos anos 2000 os convites começaram a não ocorrer e Leila se viu obrigada a aceitar entrar para meio pornográfico, onde fez um filme de sexo explícito com o ator Carlão Bazuca. Esse foi o começo do fim de Leila Lopes, depois de receber várias críticas entrou em profunda depressão e se suicidou em novembro de 2009 aos 50 anos de idade.

sábado, 19 de novembro de 2011

COLÉ

Petrônio Rosa Santana nasceu em Cruzeiro, SP, em 1º de dezembro de 1919. Iniciou carreira de ator no circo, como o palhaço Picolé. Depois, já como Colé, atua como comediante nos teatrinhos de bolso em Copacabana. Suas atuações no Jardel e Follies lhe valem fama e prestígio. Estreia no cinema em 1945 no filme O Cortiço, iniciando-se ai, carreira cinematográfica de sucesso, em fi lmes como Carnaval na Atlântida (1953), Dona Xepa (1959), Jesus Cristo eu Estou Aqui (1971), etc. Monta companhia própria de revistas e percorre o Brasil, ao lado de Renata Fronzi, em peças como Adorei Milhões. A partir da década de 1960 participa de humorísticos na televisão, como nos programas Balança mas não Cai (1968), Os Trapalhões e Escolinha do Professor Raimundo (1990), pela TV Globo. Em 1993 participa da minissérie Agosto. É tio do comediante Dedé Santana. No programa dos Trapalhões sempre aparecia como o coadjuvante bêbado. No cinema o ator surpreendeu em cenas picantes no filme Tabu. Foi casado com praticamente todas as vedetes que contracenou, entre elas, Nelia de Paula. Morreu em 29 de agosto de 2000, no Rio de Janeiro, aos 80 anos de idade.
RICARDO ZAMELLI
Nasceu em Caxias do Sul, RS. Estreia no cinema em 1980, no filme Prova de Fogo. Em 1982 tem seu melhor momento no cinema como o playboy Adolfi nho, em Menino do Rio. Na televisão, atua na minissérie Viver a Vida, em 1984, e na novela Um Sonho a Mais, em 1985. Foi casado com a também atriz Zaira Zambelli, Ricardo morreu prematuramente em 1985 em um acidente automobilístico, no Rio de Janeiro.  Foi um dos atores mais bonitos dos anos 80.

E mais:



Walter Gabarron foi um dos atores mais atuantes da fase explícita do cinema da Boca do Lixo de São Paulo. Ele atuou em mais de 100 filmes, a maioria deles ao lado da ex-mulher Eliane Gabarron. Estreou no teatro infantil em 1975, onde atuou durante vários anos como na peça A Gata Borralheira. Na televisão fez pequenos papéis na rede Tupi, nas novelas "Éramos Seis" e "Tchan: A Grande Sacada". Após o final do cinema da Boca, Walter se transferiu para o Teatro de Sexo Explícito. Morreu em 2005 de um tipo de câncer raro (Linfoma de Hodgkin), aos 47 anos. No cinema se destacou em Ninfetas do sexo violento, Taras de um Mini Vampiro entre outros. Ainda no teatro, participou das peças Só nós dois (1987) e Uma Verdadeira História de Amor.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

LEONARDO MIRANDA

LEONARDO MIRANDA iniciou a carreira em 1993 na novela Mulheres de Areia, depois seguiram Fera Ferida, Suave Veneno e Cara e Coroa, sempre em personagens pequenos. Era muito parecido com o galã americano Brad Pitt. Atualmente, Leonardo é diretor da Rede Record e namora a jovem atriz Letícia Colin.

 LUCIANO VIANNA, nasceu em Marataízes, ES. No final dos anos 80 foi para o Rio de Janeiro fazer teatro. Fez muito sucesso nas peças: Capitães de Areia, Hair e Aonde Está Você Agora, ao lado de Breno Sobral. Na televisão participou de Mulheres de Areia, Vira Lata, Alma Gêmea, Paraíso entre outras. Mas seu maior sucesso na televisão foi como Andorinha na novela A História de Ana Raio e Zé Trovão na Rede Manchete.

E mais:

Nascida no Rio de Janeiro, em 31 de março de 1969, Paula Lavigne trocou a carreira de atriz, segundo ela sem expressão, pela de produtora bem-sucedida do cinema brasileiro, “Eu estou entre as cinco maiores produtoras de cinema do Brasil, você mesmo está me entrevistando aqui de uma maneira que você nunca me entrevistaria se eu fosse uma atriz, e na televisão eu não tinha muita expressão”. Seu primeiro trabalho como atriz foi no filme “O Cinema Falado” (1986), dirigido pelo cantor e compositor Caetano Veloso, com quem foi casada durante muitos anos e teve dois filhos. Na televisão, interpretou personagens secundários em minisséries e em novelas, como “Anos Dourados” (1986) e “Vale Tudo” (1988) – sua última novela foi “Explode Coração”, em 1995. 
Nos anos 90, Paula Lavigne estreita sua relação com o cinema e passa para o outro lado das câmeras. É a época em que se torna sócia da Natasha Records e se lança ao universo das trilhas sonoras. Convidada pelo cineasta Carlos Diegues, produz a trilha de “Tieta do Agreste” (1996) e depois, associada a ele e à sua esposa Renata, produz “Orfeu” (1999). Estava  carimbado aí o passaporte para Paula Lavigne iniciar sua carreira como produtora de cinema, sendo sua primeira produção um sucesso popular que agradou também a crítica, “Lisbela e o Prisioneiro”, dirigido em 2003 por Guel Arraes, seu parceiro das futuras produções. A partir daí torna-se uma produtora respeitada, com filmes de sucesso e prestígio no currículo, como o belo “Benjamim” (2003), de Monique Gardenberg,  o divertido “Meu Tio Matou um Cara” (2004), de Jorge Furtado, “2 Filhos de Francisco” (2005), de Breno Silveira – do qual é produtora associada, e agora “O Coronel e o Lobisomem” (2005), de Maurício Farias.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

ROSA MARIA SEABRA


ROSA MARIA SEABRA, nasceu em 1939. Foi casada com o diretor de novelas Antonino Seabra e é mãe da também atriz Deborah Seabra.
Rosa começou a carreira como radioatriz na Rádio Tupi em 1957. Estreou na TV no programa Cãmera Um de Jacy Campos. Participou das novelas O Terceiro Pecado, A professorinha, Rosa dos Ventos e Direito de Nascer. Após o fechamento da TV Tupi ficou difícil para dar continuidade à carreira, atuando esporadicamente no Sbt em novelas como Meus Filhos Minha Vida e Pérola Negra em 1998.
Atuou no Teatro de Revista em 1958, ao lado de Otelo Zeloni. No cinema fez A Marcha em 1972.

GUGA COELHO é um ator brasileiro filho da autora Ana Maria Moretshon. Inicou na carreira ainda na infância, atuando em novelas como Tieta, Lua Cheia de Amor, Despedida de Solteiro, Tropicaliente, Esplendor, Sabor da Paixão  entre outras. No teatro esteve na peça infantil Noel Noel dirigida por Lucinha Lins. É casado com a atriz Carolinie Figueiredo com quem tem um filho.


E mais:
Rafael Golembek começou a carreira no teatro, atuando em várias peças. É um dos pioneiras da televisão, onde começou atuando em tele teatros. Participou das novelas A Moreninha em 1959, José do Egito e Nicholas. Recentemente esteve nos filmes O Casamento de Romeu e Julieta e o curta Guapé.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

DIRCE MILITELLO

DIRCE MILITELLO veio de uma família de circo e era mãe da atriz Vic Militello.

Na televisão estreou na TV Tupi, onde depois de trabalhar em teleteatros e alguns programas humorísticos, em 1970 fez a novela "As Bruxas", as quais se seguiram depois: ""; " Meu Pé de Laranja Lima, Nossa Filha Gabriela"; "Signo da Esperança" e "O Machão".

No cinema, Dirce fez "Torturadas pelo Sexo"; "Contos Eróticos"; "Curumim"; "Sinfonia Sertaneja"; "Sete Dias de Agonia" e "A Hora da Estrela". Também fez teatro e circo.




HAYDÉE BITTENCOURT na televisão trabalhou na série Som e Fúria, como coadjuvante, em uma interpretação magistral.Participou de alguns contos e de alguns capítulos da primeira novela infantil da TV, "Pollyana", pela Tupi.  Mas no teatro é uma das grandes damas. É também diretora e professora de interpretação. Encenou em inglês a peça “Richard de Bordeaux”, de Gordon Daviot. Faleceu em 2014.




RUTH ESCOBAR, atriz e produtora cultural Maria Ruth dos Santos Escobar, mais conhecida como Ruth Escobar, nasceu na cidade do Porto, em Portugal, em 1936. 
Nascida em Portugal, Ruth Escobar veio para o Brasil em 1951. Anos depois, casou-se com o filósofo e dramaturgo Carlos Henrique Escobar e juntos, em 1958, partiram para a França, onde fez cursos de interpretação. Ao retornar para o Brasil, montou Companhia Própria, um Teatro Novo, em parceria com o diretor Alberto D'Aversa. Protagonizou "Antígone América", texto do marido, em 1962, após algumas experiências de palco, como "Mãe Coragem e Seus Filhos", de Bertolt Brecht, em 1960, e "Males da Juventude", de Ferdinand Bruckner, em 1961, ambas Dirigidas por D'Aversa.
Na televisão teve poucas participações, sempre como coadjuvantes, destacando: HermanSIC em 2002 e Deus Nos Acuda em 1992, interpretando o anjo português Maria Celeste. Faleceu no dia 05 de outubro de 2017 aos 81 anos.


E mais:
Péricles Flaviano atuou em várias peças de teatro popular, como Cabral a Esquerda se deu Mal. Seu maior sucesso na televisão foi fazendo escada para o comediante Santa Cruz no humorístico A Praça é Nossa, onde fazia o personagem Pepe. Filho do humorista Simplício.

Jerusa Franco é uma grande atriz de teatro, cinema e televisão da nova geração. Atua também como dubladora. No cinema esteve em : Zuzu Angel, Avassaladoras entre outros e na televisão atuou em:  Água na Boca, Direito de Nascer, Os Ossos do Barão entre vários outros trabalhos. Seu mais recente trabalho no teatro foi em 2014 na peça Pior das Intenções.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

SHULAMITH YAARI

SHULAMITH YAARI, atriz de teatro, cinema e TV, tem outra atividade ligada as artes. Ela desenha estamparia para tecidos. Recentemente, seus trabalhos foram comprados por uma indústria têxtil japonesa, que vai reproduzi-los em série no Japão. Sulamith é uma atriz de formação acadêmica, fez vários cursos de interpretação. No cinema estreou em Boca de Ouro em 1963 e seu último trabalho foi em 1996 no filme O Monge e a Filha do Carrasco. Na televisão esteve nas novelas Pulo do Gato, Chega Mais, Mandala entre outras. Participou de vários programas do Você Decide. Atualmente se dedica à estamparia e tem um  blog onde fala dessa arte.


AUGUSTO BARONE foi um grande ator de rádio, cinema, teatro e televisão. Atuou nos filmes Os Maridos Traem.. E as Mulheres Subtraem, Fora das Grades e Em Compasso de Espera. Na televisão brilhou em Joao Juca jr, Hospital e Signo de Esperanca, sua ultima novela. Foi um dos primeiros ídolos das radionovelas brasileiras.


E mais:
Maria do Carmo Bauer foi fonoaudióloga, atriz e professora de interpretação. De formação acadêmica, iniciou a carreira na EAD- Escola de Arte Dramática, na década de 60. Esteve no filme Nenê Bandalho em 1971 e Saia Santa em 2004. Bauer participou de poucos trabalhos na TV, mas demonstrou sempre muito talento em qualquer veículo. Faleceu no inicio de 2010.

Telcy Peres foi  grande Artista nos primórdios da televisão brasileira, atuou em Somos Todos Irmãos, O Anjo e o Vagabundo entre outras novelas. No cinema esteve em O Pequeno Mundo de Marcos, O Jeca e a Freira e Nene Bandalho. Em 1969 atuou na peça Os Sete Pecados Capitais ao lado de Ewerton de Castro. Pouca informação é encontrada sobre este na internet, mas com certeza foi  grande intérprete nas décadas de 1960 e 1970. É falecido.

sábado, 8 de outubro de 2011

SÍLVIA LEBLON

A atriz e diretora de teatro Sílvia Leblon atua em teatro, televisão, cinema e publicidade.

Depois de vários trabalhos na TV e no cinema, iniciou o estudo do clown no LUME – Núcleo de Pesquisas Teatrais da Unicamp, com Carlos Simioni e Ricardo Puccetti em 1995.

Estudou com Philippe Gaulier , Ângela de Castro , Sue Morrison , fez aulas com Cristiane Paoli Quito , Thierry Tremouroux , Leo Bassi e Leris Colombaioni.

Coordenou, desde 1999, o projeto "Tem Palhaço no Parque", organizando Saídas de Palhaços e oficinas, no Parque da Água Branca, em São Paulo, para o qual contou com o patrocínio do DFC – Secretaria de Estado da Cultura em 1999, 2000 e 2003.

Ajudou a fundar, em 2000, o Galpão Raso da Catarina, ao lado de Alessandro Azevedo (o Charles) e Rhena de Faria (a Blanche), com quem desenvolveu a dupla "Blanche&Spirulina".

Dirigiu "A Bruxa Zelda e os 80 Docinhos", em 1995, já utilizando a linguagem do clown, em espetáculo infantil baseado no livro de Eva Furnari. Dirigiu, também, "Devidas Pílulas – um Show de Palhaços", com os alunos da ECA-USP em 2001.

Atuou como atriz no filme de longa metragem "Narradores de Javé", com direção de Eliane Caffé.

Seus trabalhos encenados na linguagem do clown são: "Spirulina em Spathodea", direção de Naomi Silman (Lume); "Blanche&Spirulina" em "Casamento em Branco", criação de Rhena de Faria e direção da dupla;
"Blanche&Spirulina" em "Para Todas as Quedas", criação de Rhena de Faria e direção da dupla, premiado no Festival CurtaTeatro de Sorocaba, em 2002;
"Blanche&Spirulina" em "Final do Terceiro Ato", roteiro de Rhena de Faria e direção da dupla.


Principais trabalhos na TV:

"A Leoa" (1982)
"Destino" (1982)
"Salário Mínimo" (1978)
"Xeque-Mate" (1976)
"Ovelha Negra" (1975)
"Ídolo de Pano" (1974)
"Rosa-dos-Ventos" (1973)
"Meu Pedacinho de Chão" (1971)
"O Meu Pé de Laranja Lima" (1970)
"A Menina do Veleiro Azul" (1969)

Principais trabalhos no cinema:

"Narradores de Javé" - (2003)
"A Próxima Vítima" (1983)
"Janete" (1983)
"Na Estrada da Vida" (1980)



SEMME LUFTI  fez parte do Teatro dos Sete, dirigiu a peça Ópera do Malandro e atuou  em A Grande Imprecação dos Muros da Cidade, de Tankred Dorst, Direção de Gianni Ratto – Com Beatriz Segal, Carlos Augusto Strasser. No cinema esteve em O Pica-pau Amarelo e Anjo Loiro. Na televisão coadjuvou com louvor na novela Uma Esperança no Ar do SBT e na minissérie Sampa da Rede Globo. Faleceu em 1999 aos 53 anos de idade.


E mais:


Gina rinaldi esteve nos filmes No Paraíso das Solteironas, A Casa das Tentações e O Baiano Fantasma entre outros. No teatro participou das peças Angústia com Paulo Autran e Tonia Carrero e A Cozinha dirigida por Antunes Filho em 1968. Na Televisão atuou em Jeronimo, Meus Filhos, Minha Vida e Jogo do Amor- todas pelo SBT. Irmã da atriz Tina Rinaldi.


Hebe Cabral é uma atriz basicamente de teatro. Ganhou premio de melhor atriz coadjuvante por sua atuação na peça Corda Bamba, com a personagem Mulher Barbada. Na televisão esteve em pequenos, mas marcantes personagens, como em Torre de Babel, Engraçadinha e no humorístico S.O.S Emergencia em 2010

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

TEREZA SANTOS

TEREZA SANTOS é atriz, teatróloga e militante negra. Sua estreia no cinema foi em 1945 em O Cortiço. Na televisão estreou em Nino, o Italianinho em 1969. Apareceu com destaque ainda em Mulheres de Areia (1973), A Fábrica entre outras. Seu mais recente trabalho na televisão foi em 2000 na série Uma Aventura na Cidade.



TETÊ PRITZL descendente de húngaros, Tereza Elizabeth Pritzl, a Tetê Pritzl, nasceu no Rio de Janeiro.

Começou a carreira de atriz muito cedo: desde menina montava teatrinho em sua rua. Para entrar no Conservatório Nacional de Teatro teve que levar um alvará do Juizado de Menores e autorização dos pais.

Se formou pela Escola de Teatro FEFIE-RJ (atual UNI-RIO) e pelo Curso de Teatro Nayse Nazareth.

Sua primeira novela foi "Bandeira 2", em 1972. Depois atuou também em “João da Silva” (1973), “O Semideus” (1974), "Carinhoso” (1974), “O Espigão” (1974), “Locomotivas” (1977), “A Conquista” (1977), “Maria Maria” (1978), “Gina” (1978), “A Sucessora” (1978/79), “Marina” (1980), “Final Feliz” (1982), “Razão de Viver” (1983), “Tudo Em Cima” (1985), “Tudo Ou Nada” (1987) e “Hipertensão” (1987).

Suas atuações em “Final Feliz” e “Marina” mereceram elogios do crítico Artur da Távola:

“Coube-lhe a inicialmente menos simpática dentre as personagens jovens, a sempre amuada Adriana. A atriz não procurou simpatizar a personagem, ou dela tirar partido. Ao contrário, concentrou-se na criação da Adriana ressentida, com rigor profissional e seriedade que a destacam como uma revelação. Depois a Adriana ficou mais bem compreendida em seus traumas e tornou-se agradável. Pois também nessa fase ela mostrou leveza e doçura de que é capaz. Revelação." (Sobre “Marina”).

"Tetê Pritzl esteve perfeita ao interpretar as emoções experimentadas por sua personagem naquela cena de “Final Feliz”.

Tetê também fez participações especiais em diversos seriados, séries e especiais de TV, tais como “Ciranda Cirandinha”, “Plantão de Polícia”, “Aplauso”, “Obrigado Doutor”, "Mário Fofoca", "Caso Verdade", "Teletema", “Cena Aberta”, “Colagem”, “Decisão Pública”, “Qualificação Profissional”, “Arte das Crianças”, “Márcia e Seus Problemas”, “Aprenda a Cuidar de Seu Filho”; além de ter participado de dois episódios do Sítio do Picapau Amarelo: “Emília, Romeu e Julieta” (1979) e “O Pé de Feijão Mágico” (1981).

Como apresentadora esteve à frente dos programas “Conexão Mundial” (1977), “É Preciso Cantar” (1980) e “Cineclube” (1979).

No teatro, Tetê atuou em “Antígona” (1973), “O Único Ciúme de Emer” (1973), “Na Boca do Besouro” (1974), “A Origem” (1974), “O Curso de Amor” (1974), “O Jubileu” (1974), “Flash-Back” (1975); além das peças infantis “Dona Patinha Vai Ser Miss”, “Reinações de Monteiro Lobato”, “Peripécias da Emília”, “FLICTS” e “Apenas Um Conto De Fadas”.

No cinema, ela participou de “A Máscara e a Face” (realizado pela Escola de Teatro FEFIERJ - Curso/Cinema / 1975), “O Marinheiro” (Super 8 / 1976) e “Essa Freira É Uma Parada”, de Augusto César Vannucci (1976).

Versátil, Tetê também teve experiência em Rádio Teatro e Dublagem.

Trabalha como terapeuta holística, tendo feito cursos de Shiatsu e Cromoterapia. Atendendo nestes dois campos, ela tem um considerável número de clientes que adoram seu trabalho e a sua sensibilidade para lidar com as circunstâncias humanas que os levam a estes tratamentos.



E mais:




Yolanda Braga atuou no teatro, cinema e televisão. Protagonizou o primeiro beijo interracial da televisão brasileira, contracenando com Leonardo Vilar, na novela A cor da Sua Pele. Esteve ainda nos filmes Arrastão e Jogo da Vida e da Morte. Sua última aparição em novelas foi em 1978 em O Direito de Nascer. Desde então, não se tem notícias sobre a atriz que nasceu em 1942, no Rio de Janeiro.


Mayara de Castro é uma grande atriz e contadora de histórias. Ficou em cartaz por mais de 10 anos com a peça Filhos não vem com Manual e atuou com destaque nas peças Sonho de Uma Noite de Verão e Histórias Engraçadas Para Rir e Chorar. No cinema esteve nos filmes O Gosto do Pecado, À Flor da Pele, Viúvas Precisam de Consolo e Anjo Loiro. Seu único trabalho em televisão foi na novela Canção Para Isabel. Mayara foi casada com o ator Ewerton de Castro, com quem teve quatro filhos, entre eles a atriz Talita Castro.